domingo, novembro 22, 2009

Ás vezes pergunto-me mas afinal o que ando aqui a fazer hein?
O que mais adoro na viagem para casa à noite a vir do trabalho é quando passo à beira rio e vejo as luzinhas, os pescadores, o entrar e saír de pessoas que só por ser de noite parecem ser sempre mais estranhas do que as de dias, mesmo podendo ser as mesmas que andem de dia...
Por vezes sorrio sem razão... Não sei porquê, mas gosto de sorrir assim.
Gosto de viver mas por vezes não sei bem o que ando aqui a fazer. Sinto que precisava de mais 24h para o meu dia ser perfeito e conseguir fazer tudo o que tenho de fazer. Tenho mil e um trabalhos para a faculdade bem como também tenho a carta que agora estou empenhadissima e tenho de a tirar antes do segundo semestre.
A minha saude podia ir melhor mas com o tempo isto vai la, espero eu.
E, como sempre, precisava mesmo de algo assim, diferente va. Precisava duma pessoa a meu lado, para ver se organizo e complemento a minha vida.
Ando sem tempo para os meus amigos o que me deixa estremamente triste. Gostava de conseguir dormir menos para conseguir fazer render mais o dia, mas isso para quase que impossivel para mim.

Bem, é sábado mas tenho de ir trabalhar para a faculdade... :S

domingo, novembro 01, 2009

Hoje falei contigo de uma forma que se calhar poucas vezes falei, recordamos momentos e situações. Verifiquei que chegas a dar importancia a coisas que eu achava que para ti nao tinham tido qualquer valor. Foi muito boa esta nossa conversa. Senti saudades? hhhmmm nao sei, penso que foi mais uma especie de nostalgia. Passaram poucos anos e tu fizeste aquela pergunta que me fez estremecer por dentro sem saber o que responder. Continuas a querer o que tinhamos antes, se bem que ja sabes que não é isso bem que preciso neste momento. Contudo, também nao quero namorar contigo, porque não gosto de ti para isso. Gostava da tua companhia e daquela "nossa relação" que tinhamos, mas neste momento nao sei o que sinto. Sei o que queria ter, mas axo que isso nao era contigo nao sei. Mas foi como te disse, é deixar acontecer, não forçar e tu percebeste bem a minha mensagem. Precisavamos de comecar tudo de novo, mas nao sei se me apetece. Não sei se o quero fazer contigo, nao sei se quero contruir algo ctg. Confesso que tenho algum receio de me magoar, ja nem sei se da ultima vez me magoei ou nao, axo que nao foi bem magoar, axo que foi mais desiludir, foi uma situaçao muito esquesita e que quero esquecer..

começar de novo, será isso que quero?????

sábado, outubro 31, 2009

Agora, aqui á noite, sentada em frente ao portatil sinto-me triste. nem sei bem porque, talvez por falta daquilo que possivelmente so uma pessoa sabe, talvez porque tenho esta coisa estupida dentro de mim que me faz sentir doente e me obriga a pensar sempre em tudo que como ou bebo e que nao me deixa fumar e ter alguns dos poucos prazeres desta vida. O meu mundo anda com horarios trocados, no meu mundo sinto-me cansada, não tenho tido sonhos bons. Quero apaixonar-me, quero olhar em volta e tudo me parecer cor-de-rosa, quero vestir roupa de inverno e sentir-me quentinha, quero vestir-me de qualquer forma e ter sempre aquela pessoa que diz que sou bonita, quero deitar-me por baixo de um fofo edredon e dormir sobre o braço de alguém muito especial, ou enrroscar-me daquela forma tao boa e ficar assim a noite toda. Queria poder ver as estrelas e rebolar pela relva perto da piscina. Bem, mas isso sao tempos passados e confesso que nao queria viver nenhuma destas coisas contigo. Mas com aquela pessoa nao me importava.

Pois, já nao me dizes nada há tempos infinitos. Tu chateias-me e eu digo que nao te ligo mais nem mando mais mensagem. Mas por duas vezes que ja falhei e mandei-te msg, desta vez nao quero que isso aconteca. Vais ter de ser tu a tomar a iniciativa e a dizer qualquer. Por mim bastava um toque ou uma mensagem a dizer olá. Tenho saudades de receber mensagens tuas a dizer que me amas. Se podesse fazer o tempo voltar atras vivia para a eternidade aqueles tempos que fomos felizes juntos. Precisava de ti. Precisava de alguém parecido contigo...

Agora existe aquela situçao que so eu sei e que ainda nao comentei com ninguém, apesar de existir alguém que desconfie mas eu tento disfarçar. Contudo, não me sinto bem com a situaçao. Não, nao me sinto porque no fundo ele é dela, no fundo foi ela a primeira, no fundo foi só daquela vez, mas para mim basta para me afastar. Mas tenho alguma certeza de que se calhar essa pessoas me iria fazer bem. Se calhar tem coisas em comum comigo. Uma mesma forma de ver as relaçoes pelo menos tem. O que é que vou fazer agora????? nao sei. Toda a minha vida é um novelo de enigmas, pensamentos, perguntas, infelicidades, sei la bem mais o que.... Precisava de conseguir sentir-me realmente feliz.. precisava de gostar do mundo.. precisava de gostar da vida..

vou lêr... axo eu... :S

sábado, outubro 24, 2009

A gripe e o cançasso apoderaram-se do meu corpo, tenho frio e muita tosse.. Não tomo medicamentos sim porque já sabem que só os tomo em ultimo caso. Por isso, refugio-me nos rebuçados de mentol, no leite quente e no chá de limão. Isto vai ficar melhor.
Segunda feira vou começar a tomar a medicação. Não sei como vou conseguir aguentar, mas tenho de aguentar. A minha vida anda sem emoções e sem novidades. É ridiculo mas é verdade. O meu mundo tem muita gente mas há muita gente que não pertence a ele, apenas estão assim de passagem.
Sinto-me estraanha, doente, cançada, e nem escrever quase consigo. vou para a cama tentar dormir...

segunda-feira, outubro 19, 2009

Tenho andado com os sonos todos trocados, as noitadas têm mesmo de acabar... Contudo esta semana vai ser a derradeira, sim pk depois desta semana tenho mesmo de começar a medicação. Pois é, acabou-se alcool, tabaco e cafés para não falar daqueles alimentos catalogados como não saudáveis. Não sei como vou conseguir sobreviver a todas estas privações, mas tem mesmo de ser porque não posso continuar a brincar com a minha saúde e é bem melhor matar o bixo agora que ainda não cresceu do que daqui a uns tempos nem Deus o conseguir matar.
Confesso que a nível sentimental não tenho andado lá muito bem, apesar do convivio com os amigos me fazer abstraír do que realmente me faz falta neste momento. Sim, sinto falta de algo, algo bem grande que realmente me faça feliz... Algo sinónimo de Alguém.. Preciso de viver um grande amor, uma grande paixão, uma grande aventura. Mesmo que não seja muito grande, neste momento basta apenas ter algo mais, algo mais do que tenho agora, algo mais que me mereça.
Preciso de resolver aquele assunto da faculdade pra ver se acabo op curso este anos, quero fazer algo grande da minha vida, leva-la para a frente e encontrar de vez o meu caminha, o meu verdadeiro caminha. Acreditar em algo mais, ter sonhos, viver e ser feliz. Preciso tanto de um rumo. Rumo este que não aparece, rumo que todos têm menos eu...

Bem, e nisto já são seis e tal da manhã, vou fumar um cigarro (mesmo não devendo) e cama pra ver se durmo...

Hoje apetecia-me um beijinho e um abracinho de boa noite..

domingo, outubro 11, 2009

sem sono nenhum... na tv passa um filme que até estava a gostar de ver, mas está gravado, por isso pode nao prestar muita atençao neste momento.. Anda há varios dias/tempos a pensar na falta que lhe faz ter alguém sempre ali, sim um namorado. Mas só comentou isto com uma pessoa, pessoa esta muito especial e que neste momento está muito feliz. E ainda bem. Gosta de ver os outros felizes, não tem inveja da sua felicidade. O sono que não chega. Veio escrever, mesmo sem saber muito bem o que lhe apetecia escrever. Hoje não está nada inspirada. Sim queria ter alguém neste momento para estar enrroscadinha no sofá a ver o filme e a beber uma bebida que a faz sentir adulta. Está mais adulta e por conseguinte mais responsável. Já não tolera berrinhos estericos de pessoas, amuanços, faltas de respeito, pouca tolerancia, falar muito nas aulas nao deixando ouvir a matéria... Está mesmo mais crescida..
fazer aquilo que nao pode e depois tentar dormir..

domingo, setembro 13, 2009

Nao gosta de falar sobre ela própria assim descaradamente para que toda a gente perceba de quem está falar. é uma especie de esconderijo falar assim na 3ª pessoa.
anda confusa e estes filmes com romances que nunca têm um final triste ainda a deixam pior. sonha. sonha bem alto com um romance assim. nao sabe o que quer fazer da vida. toma decisoes que até aos seus olhos nao são as correctas, mas pronto, se calhar são as que consegue tomar neste momento.
A televisão continua ligada, num tom bem alto e agressivo, ve os filmes todos da tarde e sonha. Ouve a sirene da ambulencia, envia mensagens pelo telemovel mas não obtém respostas, respostas para a sua vida. Parece k afinal de contas não tem mesmo ninguém. Também só manda msg a quem sabe que vai responder com a resposta que quer ouvir. Porque quem realmente a conhece nunca na vida lhe dava respostas k gostava de ouvir. É estranho, ela é estranha.. Hoje sente-se estranhamente estranha. Este era um bom titulo para uma postagem, pensa. Aliás não tem feito mais nada se não pensar. Vai pelo mais facil. Que se lixe. Anda a perder anos da sua vida mas, que se lixe, ja não sabe nada nem quer saber. Precisava de encontrar o su caminho, mas também não o procura, não o procura porque tem medo, medo de arriscar. Apesar de se dizer muito forte e de toda a gente a classificar como tal ela é muito medricas e tem montes de receios e medos que dificilmente consegue enfrentar.
Não gosta de falhar, se calhar ninguém gosta. Mas ela não quer mesmo falhar mais uma vez. A suia vida é quase toda feita de falhanços de opções mal tomadas, contudo tem aquela estrelinha da sorte, quer dizer, vai tendo, porque nem sempre ela brilha ou pelo menos ela não vê se ela brilha ou não. Esquece-se que a tem em si e acha sempre que ninguém a compreende, que ninguém é capaz de acompanhar as suas loucuras... Se calhar não há mesmo ninguém.
Ve os anos a passar, olha a sua volta e toda a gente é mais novo, ou quase toda a gente. Mas nem pode pensar nisso, se não aí é que ela deprime. Cada coisa a seu tempo - usa esta frase como desculpa das opções que toma ou que não toma.
Sente-se como que um barco a deambular por um mar eterno que não acaba nunca numa viagem que nunca terá fim, numa viagem sem rumo e sem paragens e sem ninguém.
Está um pouco deprimida por causa daquilo do emprego. Contudo, o telefona de ontem deu-lhe alguma esperança que não quer alimentar pois sabe bem que vindo de quem veio nada é certo.
Ele disse que a amava, como tantas outras vezes disse. Perguntou-lhe se ele quisesse que ela voltasse se ela voltaria... ela tentou fingir que não ligava ao que ele lhe ia dizendo mas no fundo estava a ligar e muito. Mais esperanças que não quer alimentar mas não consegue evitar, contudo nunca da a entender que as alimenta, ou tenta disfarçar da melhor forma que consegue. Não sabe se ainda gosta dele ou se conguia ter uma relação neste momento, mas o que é certo é que ele sempre foi e possivelmente será o seu porto seguro. Mesmo não estando em segurança ao seu lado. Gosta de saber que ele está lá e que lhe dá importancia ao ponto de lhe responder ás mensagens.

quarta-feira, setembro 09, 2009

Lucky - Jason Mraz

"Do you hear me,
I'm talking to you
Across the water across the deep blue ocean
Under the open sky oh my, baby I'm trying
Boy I hear you in my dreams
I feel you whisper across the sea
I keep you with me in my heart
You make it easier when life gets hard
I'm lucky I'm in love with my best friend
Lucky to have been where I have been
Lucky to be coming home again
Oooohhhhoohhhhohhooohhooohhooohoooh
They don't know how long it takes
Waiting for a love like this
Every time we say goodbye
I wish we had one more kiss
I wait for you I promise you, I will
I'm lucky I'm in love with my best friend
Lucky to have been where I have been
Lucky to be coming home again
I'm lucky we're in love in every way
Lucky to have stayed where we have stayed
Lucky to be coming home someday
And so I'm sailing through the sea
To an island where we'll meet
You'll hear the music, feel the air
I put a flower in your hair
And though the breeze is through trees
Move so pretty you're all I see
As the world keep spinning round
You hold me right here right now
I'm lucky I'm in love with my best friend
Lucky to have been where I have been
Lucky to be coming home again
I'm lucky we're in love in every way
Lucky to have stayed where we have stayed
Lucky to be coming home someday
Ooohh ooooh oooh oooh ooh ooh ooh ooh
Ooooh ooooh oooh oooh ooh ooh ooh ooh"

domingo, agosto 16, 2009

Pois, é sábado á noite e não trabalha...

Liga o portátil depois de tanto tempo. Verifica o e-mail que está cheio.. Assim como o hi5 cheio de lixo para apagar. Este é o seu momento de relaxamento. Coloca os phones nos ouvidos e selecciona aquelas musicas que não ouve há muito tempo mesmo. Aquelas musicas calmas e que lhe trazem boas recordações. Está triste? Não sabe.. Está mais confusa. Não quer pensar, mas torna-se impossivel não o fazer. Escreve. Tudo o que escreve lhe flúi tão facilmente que não consegue parar. Vai-se recordando dos momentos recentes que viveu, sim porque só esses é que se encontram na sua mente neste momento. Sente-se estranha e só quer dormir e acordar no dia de ir embora novamente para ver se esta duvida que a atormenta lhe passa e se já sabe a resposta ao inigma que a persegue. Amou as suas férias e está pronta para a próxima etapa, contudo não sabe se vai conseguir aguentar longe, quer dizer, aguentar aguenta mas vai sofrer. Ela sabe disso. Ela adora arriscar sem pensar nas consequencias, contudo, sabe que sai quase sempre a sofrer disso. Mas ama correr riscos. Ama ter atenção de alguém. Não gosta que a chateiem ou que interfiram na sua vida. É estranho.. Não gosta que façam tudo por ela, não gosta de se sentir a mais, não gosta de não se sentir á vontade.
Aquela cumplicidade, aqueles beijos, aqueles carinhos, aquele á vontade, tudo lhe deixa saudades. sadades de voltar lá um dia com aquela pessoa...
A musica está agora no seu auge e apetece-lhe escrever, escrever e escrever ate partir as teclas do pc.. Gosta desta musica, tudo lhe traz recordações e isso não a deixa muito feliz, contudo vai sorrindo ao longo da música. Quer acreditar que a outra pessoa está agora a pensar nela, mas tem a certeza que não... Só lhe dá vontade de ir ter com ele e enche-lo de beijos, dizer-lhe que gosta dele e dançar e dormir encaixada no seu braço e acordar suada de manha devido ao calor infernal daquela tenda e... e... e... muitas coisas mais...
Sentimentos estranhos entranham-se no seu coração e na sua mente, ela gosta de ter sempre tudo sob o seu controlo e quando não tem sente-se esquesita e meia enfadonha... É uma pessoas muito diferente das outras, possivelmente não há niguém tão frio como ela e ao mesmo tempo com os sentimentos á flor da pele...

Gosta da sua vida, no funfo ela gosta...
ok, 15 dias de férias no algarve já la vão.. ficam agora recordaçoes e tantas saudades daquela boa vida..
Conheci-te de uma forma estranha fomos criando o que temos agr. o que é? nao sei bem mas sinto que gosto.. gosto da tua companhia e amei os momentos juntos.

saudades de acordar ao teu lado?
tenho muitas..
saudades de tar tao pertinho de ti naquela relva?
tenho muitas..
saudades (de como dizes) da forma como dormia encaixadinha por baixo do teu braço?
tenho muitas..
saudades das massagens com cremes estranhos?
tenho muitas..
saudades de sermos interrompidos durante a noite com porrada?
tenho muitas..
saudades de partilhar a tenda desarrumada e suja ctg?
tenho muitas..
saudades dos nossos beijos?
tenho muitas..
saudades de como riamos um com o outro e com as piadas um do outro?
tenho muitas..
saudades da partilha do tabaco?
tenho muitas..
saudades de me tocares daquela forma em publico que me deixava cheia de vergonha?
tenho muitas..
saudades da coca-cola que mais ninguem bebeu?
tenho muitas..

Não sei o que é isto, nao sei mesmo explicar o que sinto. mas gosto tanto.. gostei tanto. sei la. mais um dia no porto e parto de novo, longe de ti outra vez. custaram um bocadinho aqueles 3 dias sem ti confesso. agora acordo e tu nao estás aqui.. agora adormeco e nao tenho o teu corpo a tocar no meu. relação de verão apenas??? quem sabe? sim axo que ninguém sabe. o que irá acontecer daqui para a frente? tenho tanta vontade que o tempo passe rápido para saber a resposta. sabem que o mal de nos envolvermos com pessoas que nao conhecemos bem, é mesmo este. não há uma verdadeira segurança. não se sabe o que irá acontecer. não sabemos se a outra pessoa nos está a mentir ou a falar verdade quando diz que gosta de nós. é tudo tão estranho mas ao mesmo tempo tão bom. Mas não gosto de sentir que estou a gostar de outra pessoa. Porque as coisas que mais odeio na vida é sofrer devido a um gajo... e não preciso disso agora. Tenho muitas férias pela frente ainda, apesar do tempo passar a correr. Ainda há pouco tive contigo mas foi tão pouco tempo que as saudades já são algumas. Queria poder fazer o tempo voltar atrás e ficar ali contigo para sempre assim como estavamos e com os amigos com quem estavamos. Se calhar já nao te vejo mais antes de partir porque se calhar não queres ou se calhar não podes. mas gostava muito confesso.
O mundo tem mais côr quando estamos com alguém. E apesar de tudo o que possa acontecer daqui para a frente, o que é certo é que já fui feliz contigo e se não tivermos mais nada um com o outro, ao menos tenho estas recordações para sempre de certeza..

e o sono que nao chega...

quarta-feira, julho 08, 2009

Pois é, ja passaram tempos e tempos e eu sem escrever uma única letra ou palavra. É verdade que isto sempre foi o meu diário e por preguiça e devido ao amontoado de trabalho não tenho cá vindo despejar coisinhas boas ou más. Se calhar porque tenho andado bem e feliz não me tem apetecido ou não sinto vontade de cá vir. Mas gosto de cá voltar e é sempre bom quando se lê a ultima postagem e esta é tão positiva.
ehehehe ainda nao veio sentimento de culpa e já passou mais de um mês e isso é fantastico. Contudo, sabes bem que as coisas estavam bem melhores antes de fazeres o que fizeste. Eu sei que já pediste desculpa e que eu já te desculpei mas pronto ainda nao senti vontade de estar contigo contudo sabes bem que são muitos os dias que sinto saudades da tua presença e dos momentos que passamos juntos. Gosto de ti e adorava aquela nossa "relação" depois daquilo não sei como vai ser. Não sei se as coisas vão voltar ao normal, ao que eram antes. Mas espero que sim e espero superar este sentimento estranho que me invade a alma e me deixa com uma mágoa esquesita.
Apesar disso continuo feliz e este sol e calor so me faz bem..
O bronzeado do meu corpo esconde o medo de uma possivel operação ao ombro e por conseguinte uma possivel cicatriz, nao quero e tenho medo, mas não vou deixar que isso me afecte psicologicamente. Doi quando acontece o que aconteceu mas logo passa.. será que depois disso vai doer por dentro sempre quie olhar para ele (ombro)????
Precisava mesmo, neste momento, era de umas férias fora do porto, estou farta da faculdade e das praias sujas e cheias de gente... Preciso de qualquer coisa que me faça sorrir ainda mais e que me dê mais vontade para me levantar da cama de manhã.
A ti Tia, senti-me totalmente impotente quando soube do que te aconteceu, passou-me a vida toda e os momentos que vivemos juntas pela cabeça, em flashs, a culpa invadiu-me o coração e admiração por ti e pela tua força cresceu ainda mais. Não quero que te vás, não agora, ainda nao chegou a hora eu sinto, ainda tenho de realizar aqueles sonhos que um dia te escrevi naquele postal. Gosto de ti e admiro-te pelo que sempre deste e fizeste pelos outros. Sinto-me triste porque sei que nunca vou conseguir ter a capacidade de fazer um quarto do que fizeste pelo proximo. Por tantas e tantas crianças e idosos. Quando te fui visitar ao hospital a primeira coisa que me disseste foi: "os meus velhinhos??? e agora?? vao achar que os abandonei..". Isto fez-me arrepiar porque não te ouvi queixar uma unica vez e eu tantas vezes me queixo da vida e de coisas tao insignificantes e afinal de contas há pessoas que têm menos e que dão muito mais aos outros e são bem mais felizes que eu.
Mas sabes bem o quão superficial sou e pelos vistos o quão egoista sou. Queria ser como tu mas não queria se freira, sabes bem que isso não dava para mim.. eheheheh


e o sono que não vem.. rrrrrrrrrrrr.. LOL

terça-feira, maio 26, 2009

viver a vida sempre positivamente é realmente o que preciso e cada vez mais acredito nesta frase. Não quero pensar mais em futuros e matar a minha cabeça com sonhos estupidos. Sou realista mas vou sonhando com coisas que realmente tenham importancia. Dou mais valor ao sol. Gosto assim da vida, apesar do trabalho todo pa faculdade. Mas isso não me vai deprimir. Gosto de tar com voces, fazem-me bem. Adoro todos os nossos dias e noites. Faço-vos rir e voces a mim.
Não vou mesmo pensar mais, vou deixar correr e ser feliz.
Não vou planear... Sabe melhor assim.
Não, não houve sentimento de culpa no dia a seguir, já nao me lembrava de acordar assim depois de acontecerem coisas com aquela.
Vamos la pa bola pa frente, sorrir todos os dias e pedir sol para aquecer...





Gosto bastante... =)

quarta-feira, maio 13, 2009

Não Preciso...

de fazer depender a minha felicidade de alguém;


que me sorriam para sorrir;


de piadas para rir;


de momentos que me fazem sofrer;


noites com pesadelos;


do frio e da chuva;


de ti para ser feliz;


de achar que ninguém me quer;


de chorar;


de correr o mundo para crescer;


de ter meio mundo á minha volta e ainda assim me sentir sozinha ás vezes;


de fazer ao mal ao meu corpo;


de me cansar para me sentir realizada;


segunda-feira, abril 13, 2009

Hoje simplesmente me apetece escrever. escrever muito até ficar cansada dos dedos e da mente. Quero escrever tudo e mais alguma coisa sem saber bem o quê ou o porquê. Sinto-me optimista ou nao.. Lol Quero escrever e despejar tudo que vai em mim. Toda esta energia e força acumulada. Por tudo cá para fora. Escrever por tudo e por nada, mas simplesmente escrever. Mexer aqui no teclado com esta ânsia que me invade o corpo e a mente. Mil pensamentos por todo o lado.. Que pensamentos? Não sei e nem me apetece tão pouco saber. Tenho trabalho para fazer mas não me está a apetecer trabalhar. ehehehhe
Escrever - "Vão sem mim que eu vou lá ter" - vou ??? acho que não, nem sei onde é para ti e aliás nem me apetece ir a lado nenhum. Gosto de estar aqui no silencio do meu quarto, com a pouca luz existente e alguma claridade que ainda entra pela janela. Olho á volta e estou sozinha e louca, sim sinto-me louca por ser assim as vezes.
Mais um mail, ai tou farta de mails. Aliás estou farta de tudo...
Quero algo e preciso de algo para a minha vida.
Hoje deu-me gozo o trabalho no estágio, gosto destas coisas de papeis e coordenações e organizações. Cada vez mais acho que tenho o perfil para ser chefe e para ensinar também... Ensinar a ajudar. Dar formação.
Bem já descarreguei qualquer coisa, vou fazer o trabalho que tenho a fazer para amanha.. É melhor.. eeheheheh


Já está escuro :o

domingo, março 29, 2009

pois foi, ontem ía mesmo morrendo. Isto pensava eu naquela altura. Foi horrivel. Só pensava que não queria morrer tão nova e que ainda tinha tantas coisas para fazer e sonhos a realizar.
Nunca me tinha acontecido, andei de ambulancia pela primeira vez e acreditem que odiei, parece que nunca mais chegava. Só me apetecia batar em determinados enfermeiros, estagiários que não têm muito jeito para aquilo.
aqueles tremores que nao passavam nunca, e eu pensava que nunca iriam passar. Só pensava que não queria ficar assim para sempre.
neste momento sinto um medo enorme que tudo volte acontecer.
nao quero, é que nao quero mesmo... que medo.. que vergonha. tudo..
e eu sem força sentada ali, houve uma altura que já nem a cabeça conseguia segurar, os olhos cada vez mais pesados, mas eu nao dormia e ouvia tudo a minha volta. quando pensava na minha mae, os tremores voltavam e chegaram mesmo a cair lagrimas.

sinto-me muito cansada mesmo tendo dormido o dia todo...

sexta-feira, março 27, 2009

Deolinda - "mal por mal"

"Já sou quem tu queres que eu seja,
Tenho emprego e uma vida normal.
Mas quando acordo e não sei
Quem eu sou, quem me tornei
Eu começo a bater mal.
O teu bem faz-me tão mal!
Já me enquadro na tua estrutura.
Não ofendo a tua moral.
Mas quando me impões o meu bem
Eu ainda sinto aquém.
O teu bem faz-me tão mal,
O teu bem faz-me tão mal!
Sei que esperas que não desiluda,
Que por bem siga o teu ideal.
Mas não quero seguir ninguém
Por mais que me queiras bem.
O teu bem faz-me tão mal,
O teu bem faz-me tão mal!
Sei que me vais virar do avesso
Se eu te disser foi em mim que apostei.
Não, não é nada que me rale
Mesmo que me faças mal.
Do avesso eu te direi:
O teu mal faz-me tão bem!"

segunda-feira, março 23, 2009

hoje sinto-me descansada. acho que devia ter feito mais e nao fiz, mas pronto, dei aquele primeiro passo e isso já é muito bom. nao sei quanto tempo conseguirei aguentar, mas vou tentar.
preciso desta vida, mais descansada, mais livre de problemas, sentir-me mais leve e sentir-me bem. preciso mesmo disso.
paz...
hoje o sol nao esteve no seu auge mas nao teve mal de todo.
perdi muito no jogo.. nao deveria ter sido assim. foi so nisso que falhei hojem, ah e no facto de nao ter tocado num unico livro. mas amanha remendo essa falha.
alimentaçao saudavel.
hidroginastica por causa do ombro.
corridinha ao fim da tarde.
foram os pontos positivos do dia de hoje. vamos la ver como corre amanha..
bem, vou comer os legumes e vestir o pijama...

quero-me apaixonar...

domingo, março 08, 2009

desculpa lá - Diana Lucas

com algumas alterações - para ti amiga
"Desculpa lá se não te disse tudo o que eu queria dizer.
Desculpa lá se quis ser perfeita ainda assim te fiz sofrer.
Não foste só mais uma, eu posso jurar ainda que não queiras acreditar.
Ai se eu pode-se fazer o tempo voltar atrás.
Mas sei que não basta pedir-te perdão.
Foi uma loucura perdi a razão.
Mas senão dá se já não dá desculpa lá.
Desculpa lá
se escondi o jogo e acabei por trair.
Desculpa lá
agora sei que a amizade não nos deixa mentir.
É tarde e estou só e só vou ficar.
Tu não me perdoas não posso voltar
Mas senão dá
se já não dá
desculpa lá.
Desculpa lá se quis levar-te a jogo e te fiz perder
Desculpa lá por ter dado as cartas sem as conhecer
Agora que eu volto só tens de me ouvir
Depois me dirás se volto a partir ai se eu pode-se fazer o tempo voltar atrás.
Mas sei que não basta pedir-te perdão.
Foi uma loucura perdi a razão
Mas senão dá
se já não dá
desculpa lá.
Desculpa lá
Desculpa lá
Desculpa lá
Ohh-ohh
Mas senão dá
se já não dá
desculpa lá."
Realmente e muito provavelmente é a ti que quero ou pelo menos que gostava de querer. Não sei se quero mesmo, mas a tua indiferença momentanea põe-me a pensar que se calhar poderia arriscar. Mas o medo apodera-se sempre de mim. O receio de voltar a sofrer.
Quem me dera estar loucamente apaixonada por ti, quem me dera sentir-te loucamente apaixonado por mim.
Adorei ver-te e tocar-te e ter a tua atenção.
Senti saudades dos meus 16 anos e daqueles momentos que vivemos. Agora tudo diferente. Mas será que ja não estava da hora de voltar a ser como antes?
Gosto de alguma coisas em ti e na tua vida, obviamente que não és perfeito, aliás ninguém é. Contudo penso que és mais maduro que alogumas pessoas, não sei se sabes realmente o que queres para a tua vida, mas também não importa.
Sei muito pouco sobre ti ou sobre a tua vida e tudo o que sei é porque fui descobrindo por acaso. Dizes que a razão de eu não saber é culpa minha, que não quero saber. Um dia ficas-te admirado quando te disse que o teu prato favorito é arroz de marisco, a tua cor de eleição é o azul e sabia mais que agora não me recordo.
Gostava de viajar contigo, és mais viajado que eu e por conseguinte mais culto, talvez mesmo por seres mais velho.
Gosto da tua vaidade, irrita-me um pouco a tua excessiva arrumação.
Vestes-te adquadamente à tua idade, também tens um emprego que te obriga a isso.
Nunca me ofereceste absolutamente nada mas também não importa, contudo por vezes ficava-te bem. :)
Adoro quando me ligas em todos os meus aniversários sem nunca te esqueceres.
Não gosto quando não me respondes ás mensagens.
Não gosto de não saber o que realmente significo para ti e o que realmente pensas de mim. Concerteza não sabes quase nada da minha vida, contudo demonstrar preocupação de vez em quando e isso é bom.
simplesmente gosto de ti e gostava que este sentimento fosse crescendo até um dia.........quem sabe..



um beijo de bom dia para si =)

terça-feira, março 03, 2009

nao foi naquele dia. mas será mais cedo ou mais tarde. eu aviso.

segunda-feira, março 02, 2009

sexta-feira, fevereiro 13, 2009

Sol

Dia de sol
Acorda feliz porque está sol.
Sai de casa porque lhe faz bem e porque por acaso até tem coisas para fazer.
Sorri porque também ela precisa.
Sorri porque coisas boas lhe acoenteceram ultimamente. Nao o suficiente para se sentir totalmente feliz porque no seu dia-a-dia ainda ha coisas más que lhe acontecem.
Le um texto que a faz pensar. Realmente as vezes ficamos tristes ou revoltados por coisas sem importancia.
Mete na cabeça que tem de mudar nesse sentido. Não vale a pena mesmo ficar triste ou a pensar em pequenas coisas.
Escreve porque lhe faz bem escrever e pensar na vida.
Vai mudar - diz ela.
Vai dar a volta por cima sem pensar muito e sem hesitar.
Gosta do sol e isso basta para ser feliz.
Já não dá mais para viver em funçao de certos objectivos. Pensa se acontecer aconteceu se nao acontecer o sol volta sempre.
Apetece-lhe ver o mar mas a preguiça é mais forte e ela fica no sofá.
Recordaçoes bastam e o sol claro. sempre o sol.
Confessa que no seu intimo gostava de ser o sol de alguem mas já que não é também nao tem mal fica apenas com o sol.
O sol.
Fez rir hoje e riu, menos mal.
As lembraças tem-lhe invadido a mente mas ela tem sido muito forte aquela mensagem que guardou como sendo a ultima ainda hoje persiste e sempre que tem vontade vai as mensagens guardadas e le aquela mensagem. Pode ser que a faça esquecer de vez. Era o melhor para ela.
Tem a estrelinha da sorte para sempre em si. Nunca irá sair ou abandona-la.
Aquele calor na cara, o quente de uma gargalhada, os risos e sorrisos, os toques, apenas toda uma vida a volta de um sol.
Mais feliz.
Pesadelos que tem tido e a atormentam mas com o sol tudo passa.
Leu: "Sabias que aqueles que se vestem de vermelho são os que têm mais confiança em si próprios?" - olhou para si própria e estava vestida de vermelhor. Sorriu.
O sol.

quinta-feira, janeiro 29, 2009

Ando ás voltas á tanto tempo para escrever sobre este tema - amizade - não queria escrever porque há pessoas que podem lêr e ficar desiludidas com o que eu aqui digo. mas olha paciencia, afinal de contas isto é o meu diário e afinal de contas poucas pessoas o devem ler.
nao me importo que leiam só não quero que me façam perguntas sobre aquilo que escrevo.
tenho saudades de tempos que passei com amigos. tempos esses que significaram muito para mim. olho á volta e estou cheia de amigos, mas serão amigos verdadeiros?
tipo eu preciso e eles devem reparar nisso mas nao dizem nada, cagam mesmo... em vez de correrem atras so pa dar um abraço que tanto me faz falta as vezes mas nada, se calhar até muitas vezes aquelas pessoas que não são os meus melhores amigos correm mais rapidamente atrás de mim para perceberem porque estou mal do que os meus melhores amigos. só que lá está agradeco muito a preocupação mas 1º: por sms nao consigo ficar melhor, 2º se calhar não era bem voces que queria ouvir naquele momento e 3º sim eu sou dificil de aturar...
o que é certo é quando é para a festa está tudo lá, mil pessoas a minha volta ah e tal e coiso. quando é pa chorar? bah nem ve-los.
mas é mesmo assim a vida. uns vão outros vem, agora é estranho mas só têm ido. eh pa paciencia. se calhar é assim mesmo que tem de ser.


vou tentar deixar de me preocupar com coisitas estupidas e mesquinhas, vou deixar de ser sincera com toda a gente, amigo ou nao. afinal de contas nao vale a pena. mais vale guardar tudo para mim e á noite na almofada despejar tudo em lagrimas, longe da vista de todos. assim fica sempre tudo bem.
fases más toda a gente tem, o que é certo é que as minhas fases têm sido bastante longas...
eu mereco. um dia, sim talvez um dia tudo mude e eu possa finalmente ser totalmente feliz.
gosto de ti como nunca gostei de ninguém. foi a ti que eu aprendi o que quer realmente dizer a palavra amor. confesso que me desiludiste algumas vezes ou eu acho que me desiludiste porque

na verdade nem sei bem.
nunca me mentiste.
sempre foste sincero.
gostas-te de mim.
fizeste-me rir.
fizeste-me chorar.
proporcionaste-me experiencias incriveis.
transmitiste-me segurança.
fomos cumplices.

posto isto, acho mesmo que se calhar nao me desiludiste...
gosto de ti pa, quero que o tempo volte atrás, precisava mesmo disso...
quem sabe um dia, pois é, quem sabe né?

um beijo para ti.
porque nao pára isto? estou farta.. mesmo farta. pessoas anormais sem nada que fazer. mas porquê a mim? estou farta. porquê eu?
rrrrrrrrrrrrrrrr
nem me apetece escrever
mas sei la.. ai que nervos paaaaaaaaaa
nem sei o que estou para aqui a dizer, ja sei que nao sai nada de jeito. mas só o escrever aqui me faz bem. estou a desgastar a minha raiva, nao a deposita-la porque nao quero que este meu diário fique repleto de raiva.
preciso de estourar com tudo. tudo em mim. tudo de dentro de mim. preciso de dar a volta. nao consigo tou no fundo.
estas musicas ainda me fazem pior mas gosto de ouvi-las quando estou assim mais em baixo.
nao vou ao exame. fodasse mais uma vez tou a ser fraca.
quero la saber
la saber
saber.

aaaaaaaaaaaiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii apetece-me gritar, nao posso, estou em casa na sala e ja tudo dorme. só por isso, vou é la fora fumar um cigarro.

fui (nao para sempre - infelizmente)

Demasiado bonia - oioai

"eu sei que tu és demasiado bonita
para mim,
mas um dia eu não vou ter medo de
te dizer
para vires viver comigo para um sitio
qualquer de onde
se veja o mar
e ter longas conversas sobre a luz
de pernas entrelaçadas
eu faço a minha arte e tu fazes a
tua
fazemos as nossas artes e eu tiro o
cabelo dos teus
olhos
faço a minha arte e tu fazes a tua.
vais ficar a saber também que
quando não estás a olhar
para mim eu desapareço.
e que quando não chove estou a
pensar em ti
que todas as tuas ausências são o
meu pesadelo
e a minha vontade de agarrar-me
aos teus pes
descalços.
eu faço a minha arte e tu fazes a
tua
fazemos as nossas artes e eu tiro o
cabelo dos teus
olhos
faço a minha arte e tu fazes a tua.
não vou querer mais saber do teu
amor
hoje
acho q ja passaram muitas noites
e tu
não me mostraste aquilo q eu
queria ver
te vir
eu hoje vou pintar os meus lábios
de preto
baço
o vidro dos meus olhos
e as cores que se juntaram para
partir."

segunda-feira, janeiro 19, 2009

Amanha faço 23 anos e nao me sinto feliz por isso. sinto-me triste porque estou a envelhecer mas ao mesmo tempo penso que ainda nao atingi os meus objectivos. É muito estranha esta sensaçao de ter tanta gente a minha volta mas no fundo nao ha ninguem. Há alguém mas nem sempre sinto que esteja.

Amanha faço 23 anos e queria dar uma volta de 360 graus a minha vida. falta-me coragem e estabilidade financeira. Tanto tenho vontade de ir pa fora do país como tenho vontade de criar aqui o meu proprio negocio e comprar a minha propria casa.

Amanha faço 23 anos e ainda nao sou como queria ser. Tanto fisica como psicologicamente. Ainda nao sou forte ao que os outros dizem, fazem, pensam... Ainda me abala muito isso. Queria ser mais forte e nao ligar e nao ficar a pensar nisso. Tenho saudades de fazer desporto. O desporto faz-me sentir muito bem, mas não há tempo. Aliás a minha vida gira á volta do tempo, infelizemente.

Amanha faço 23 anos e ainda nao consegui tirar a carta de conduçao. Preciso de fazer disso o objectivo numero um da minha vida. Fazia-me bem e neste momento esta-se a tornar qualquer coisa de indispensavel na minha vida, para a minha independencia.

Amanha faço 23 anos e nao tenho namorado nem consigo aguentar uma relaçao mais de um mês, não consigo amar mais ninguém como te amei a ti ou como te amo. Não sei bem.

Amanha faço 23 anos e nao sei o que levo realmente destes anos todos. Levo muitas lembranças de tempos felizes, neste momento sinto-me sem objectivos ou motivaçao para aqui continuar. Sinto-me a ser levada pelo embalo da vida, sinto que atraso a chegada de não sei o quê. Não me sinto feliz.

Amanha faço 23 anos e não acredito no casamento. Contudo um dia gostava de ter um filho mas sem ter de aturar o marido.

Amanha faço 23 anos e gostava de ter vontade para deixar as noites e as bebedeiras e tornar-se mais responsavel e estudiosa.

Amanha faço 23 anos e a vida escorre-me entre os dedos, escapa-me e se não ganho vontade e força irei perde-la, mais cedo ou mais tarde.